quinta-feira, janeiro 15, 2009

Abraço apertado


Dezembro já se foi. E aquele foi o único dia do ano em que não pensei em você. O único dia, por toda a minha vida, que eu prometi que não me lembraria você. Porque você sempre foi vida. E é vida que eu quero sentir ao lembrar de você.

Hoje sonhei contigo. E o abraço apertado que te dei parecia real, pena que você não estava em meus braços. Bateu saudade. Saudade doída. Daquele abraço, daquele sorriso, daquela voz que há um ano não ecoa.

Saudade é a palavra mais linda que existe. E que apenas nós temos. Significa tanto. É tão carregada de sentimento e...vida.

Deixo aqui uma música que não foi feita por mim, nem para mim. Mas que resume exatamente aquele meu dezembro. Feita justamente por uma italiana, cantada em italiano, pelos mesmos motivos e sentimentos. Coisas do destino....

Para você, com muita saudade.
Invece no - Laura Pausini

Forse bastava respirare
Solo respirare un pò
Fino a riprendersi a ogni battito
E non cercare l'attimo
Per andar via
Non andare via

Perchè non può essere abitudine
Diciembre senza te
Chi resta qui
Spera l'impossibile

Invece no
Non c'è più tempo per spiegare
Per chiedere se ti avevo datto amore
Io sono qui
E avrei da dire ancora
Ancora

Perchè si spezzano tra i denti
Le cose più importanti
Quelle parole che non usiamo mai
E facio un tuffo nel dolore
Per farle rissalire riportarle qui
Una per una qui

Le senti tu
Pesano e si posano
Per sempre su di noi
E si manchi tu
Io non sò riperterle
E non riesco a dirle più

Invece no
Qui piovono i ricordi
Ed io farei di più
Di ammettere che è tardi
Come vorrei poter parlare
Ancora ancora

Invece no non hopiù tempo per spiegare
E avevo anch'io Io qualcosa da sperare
Davanti a me

Qualcosa da finire insieme a te
Forse mi basta respirare
Solo respirare un pò
Forse è tardi
Forse invece no

4 comentários:

  1. Que lindo esse post. Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Gis, pois é, deixei meu coração falar. Me vôzinho faz uma falta danada. Fico feliz que tenha gostado e volte mais vezes! Beijão

    ResponderExcluir
  3. Maria Helena21/01/2009 16:32

    Agradeço a Deus todos os dias por ter você de filha;
    Você transformar a saudade que dói, numa lembrança gostosa.
    Um enorme beijo. Te amo

    ResponderExcluir
  4. Pois é, mamis, esse é meu exercício diário: transformar a dor em uma boa lembrança. Ele faz uma falta enorme aos meus dias. Aos nossos!
    Te amo também, muito.

    ResponderExcluir